Home

A Vida Consagrada é uma opção de vida!

 

O homem vem à vida porque é amado, pensado e querido por uma Vontade boa, que o amou ainda antes que existisse, conheceu antes de formá-lo no seio materno, consagrado antes viesse à luz (cf Jr 2,5; Is 49,1.5; Gl 1,5). Não é apenas chamado a ser vivente, mas a ser conforme à imagem do Filho, à sua vida e à sua maneira de viver pela ação do Espírito Santo (cf. Amedeo Cencini).

Foi essa experiência do Amor de Deus que Edmundo Bojanowski fez. Edmundo amava Deus e suas obras, observava a natureza em mutação constante. Com alma poética admirou o nascer e o por-do-sol, escutou com atenção os sons próprios da natureza.

 Porém, acima de tudo, amou o que, segundo São Tomas de Aquino, é “o ente mais perfeito de toda natureza” – o Homem, que está acima de toda ordem natural por sua vida consciente e livre. Edmundo aprendeu a dar valor a todo ser humano, sem exceção, independentemente de sua posição social, educação, estado de vida, idade ou aparência. Olhava para o homem de modo semelhante a Cristo, e com Ele, nutriu um amor especial pelos fracos, pobres, crianças e doentes. A eles decidiu consagrar as suas forças, o seu trabalho, o resto de sua saúde, sua vida.

A partir da experiência de Deus que a pessoa faz, ela, sente-se impulsionada, motivada para Sair.  Segundo o mandato de Jesus: “Ide por todo o mundo...” (Mc 16,15) ; “Como o Pai me enviou...” (Jo 20,21).

Na prática de Jesus que era: Encantar, Convidar, Ensinar, Enviar,... somos convidados a fazermos nossa trilha em saída, e no caminho, teremos encontros, podemos servir, ser presença.

Sendo filhos amados do Pai, somos Igreja, discípula-missionária, enviada em Missão a dar Testemunho de Jesus. “Nisto saberão que sois meus discípulos...” (Jo 13,35), a exemplo de Maria, vocacionada para Servir.

A vocação ao Sacerdócio e à Vida Consagrada e Leigo engajado na Igreja,  tem como finalidade estar nas periferias existenciais, Deus direciona seus amados filhos para serem como presença amorosa, de Fé, de Esperança, de Amor e de Jesus Ressuscitado.   

Os Desafios são muitos, num Mundo secularizado, onde falta sentido de na Vida, banalização da vida, descompromisso, subjetivismo, busca da promoção - idolatria do corpo - fidelidade relativizada, autorreferencialidade.

            Aí surge a pergunta, vale a pena ser Padre, Religiosa/a, casado/a nos dias de hoje?

Como resposta, dá para dizer, Vocação é desprogramar-se. Vocação é chamado para mudar sempre, recomeçar sempre e sempre reinventar, pois a Missão que o Senhor nos chama e confia são em lugares e situações onde nossos irmãos mais necessitados, marginalizados, empobrecidos, situações de risco, se encontram.

Ousadia, confiança e desejo de liberdade são ingredientes indispensáveis para quem deseja servir o Reino com alegria, gratidão, esperança, fé. A única segurança que temos e que sustenta nossa caminhada é a confiança Naquele que chama e não abandona e nos diz Segue-me, cultivada pela oração, escuta, silencio interior, abertura, sensibilidade. “Não devemos ter medo. Deus nunca nos abandona”, diz o Papa Francisco.

E, abraçar a vocação é abrir o coração para o Senhor da vida que nos faz viver: “não sou eu que vivo, é Cristo que vive em mim”(Gl 2,20).

Edmundo Bojanowski, ao rezar frequentemente aos pés do Santíssimo Sacramento e da Virgem Maria, refletia sobre as questões sociais que o afligiam. No silêncio da Oração procurou conhecer a missão da sua vida e a maneira de desenvolver a sua personalidade conforme o pensamento de Deus. Assim, gradualmente entregou-se incondicionalmente a Deus. Entregou a Ele toda sua vida, dedicando-se ao serviço do Reino. (cfe Livro O Amigo do Povo, 1999).

Em 03 de maio de 1850, Edmundo, fundou a Congregação das Irmãs servas da Imaculada Conceição, com a finalidade de atende as crianças, doentes e pobres. Oferecendo à esses, não somente cuidado do corpo, mas amparo, amor, e orientação espiritual.

Edmundo foi Beatificado em junho de 1999, e sua data é comemorada no dia 07 de agosto, dia da sua morte. Ficou conhecido por “ainda tinha Coração e ser Amigo do povo. Seu carisma continua hoje, com novas vocações que surgem, estando as irmãs presentes em diversos países, sendo presença de Cuidado e Amor aos mais necessitados.

Você está aqui: Home A Vida Consagrada é uma opção de vida!